"Eu te busco de todo o coração; não permitas que eu me desvie dos teus mandamentos." (Salmo 119:10)

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Uma parte do homem de preto.

Se tem uma coisa que é unânime é que para escrever ou falar sobre Johnny Cash você tem que começar com a frase: "homem de preto". É, o homem de preto é o cara. Eu conheci o Johnny Cash através de um filme chamado Walk the Line, em português Johnny e June.

Na minha opinião Johnny e June é um péssimo título, porque sim, o filme conta a história linda deles, mas venhamos e convenhamos, a história é mais dele do que dela! E não tem problema algum nisso! 

Lembro que no início do filme tem uma cena onde Johnny vai à gravadora e começar a cantar um gospel, aliás, no começo do filme você só vê ele cantando isso, só que o produtor falou que gospel não vendia mais e disse que queria uma música que um cara quando estivesse nas suas últimas horas se lembrariam... Aí ele tocou outra que não lembro qual e sinceramente não vou assistir o filme agora pra saber qual é e nem sair desta página de postagem pra não perder o ritmo hehe. Pois bem, ele cantava gospel. Assim como Elvis. Por sinal, Elvis veio beem depois do Cash. Eles se conheceram, cantaram juntos, ficaram "amigos", vamos dizer assim. E eu prefiro Cash! Engraçado que por estes dias ouço muito falar do Johnny Cash, ouço falar e vejo blogs escrevendo sobre ele também, vide Pitada de Cinema Cult, por exemplo, fiquei com vontade de escrever também, principalmente porque lembrei de uma discussão, mais um debate, uma conversa mesmo, sobre músicas cristãs, cantores cristãos e etc e me recordo até que falei que minha banda favorita, U2, não é declarada evangélica ou católica, visto que vai quem quiser pro show deles e ouve quem quiser também, e mesmo assim falam muito de Deus, fazendo até mais do que muitos cantores e músicos cristãos não fazem, já que só cantam para os que conhecem... Enfim, isso é muito polêmico, fica pra outra hora ou pra nunca mais, mas foi nessa conversa que lembrei que Cash também cantou muito gospel (não esse gospel de hoje! E sim o gospel estilo, ritmo, letra...), o gospel originário e original e lindo!

E, bem, não fui amiga íntima de Johnny e June pra saber de tudo da vida deles, mas fiquei pensando sobre o Cash, ele tem tudo pra ser escrachado pelos cristãos: o cara traiu a esposa, vivia na imoralidade, ficou viciado em tudo o que não presta, não teve um bom relacionamento com os filhos por um bom tempo e etc, etc, etc. Mas ele se arrependeu e mudou muita coisa. E acreditava, cria em Jesus. Então separei alguns trechos de letras que falam muito sobre isso, sobre sua crença. Acho que depois disso talvez a cabeça de muita gente pare para pensar melhor: será que só porque o cara não toca numa banda que surgiu numa igreja, ou só porque o cara não canta SÓ sobre Deus, ele não é cristão? Ou essa música não deve ser  ouvida? Minha opinião já está bem clara, mas cada um que pense a respeito, desmistifique certos preconceitos e forme a sua.

Ain't no grave - Não é nenhum túmulo

Well, meet me Jesus, meet me. Meet me in the middle of the air, and if these wings don't fail me I will meet you anywhere. Ain't no grave can hold my body down. There ain't no grave can hold my body down. - Bem, me encontre Jesus, me encontre. Encontre-me no meio do ar e se essas asas não me falharem, eu te encontrarei em qualquer lugar. Não é nenhum túmulo que pode segurar meu corpo embaixo. Não existe túmulo que possa segurar meu corpo embaixo.

God's gonna cut you down - Deus os reduzirá

Well my goodness gracious let me tell you the news, my head's been wet with the midnight dew  I've been down on bended knee talkin' to the man from Galilee,  He spoke to me in the voice so sweet, I thought I heard the shuffle of the angel's feet, He called my name and my heart stood still when he said, "John, go do My will!". Go tell that long tongue liar, go and tell that midnight rider, tell the rambler, the gambler, the back biter, tell 'em that God's gonna cut 'em down, tell 'em that God's gonna cut 'em down. - Bem, meu gracioso Deus do céu me deixa dizer-lhe as notícias, minha cabeça tem sido molhada com o orvalho da meia noite, estive abaixo no joelho que fala com o homem de Galiléia, Ele falou pra mim numa voz tão doce, pensei que ouvi o arrastar dos pés dos anjos, Ele chamou meu nome e meu coração parou quando Ele disse "John, vá fazer a minha vontade". Vá, diz àquele mentiroso de língua longa, vá, diz àquela ginete de meia-noite. Diga ao vagabundo, ao jogador, aos caluniadores, diga a eles que Deus os reduzirão, diga a eles que Deus os reduzirão.

Hurt - Machucado (essa aqui não é um louvor, é mais um pedido de socorro, um desabafo da sua época mais triste: a do vício, é linda, linda, linda!)

I've hurt myself today to see if i still feel.  I focus on the pain, the only thing thats real. The needle tears a hole; the old familiar sting. Try to kill it all away, but I remember everything. - Eu me machuquei hoje pra ver se eu ainda sinto. Eu me concentro na dor, é a unica coisa real... A agulha abre um buraco, a velha picada familiar. Tento matá-la de todos os jeitos, mas eu me lembro de tudo.

The Man comes around - O Homem vem por aí

Hear the trumpets, hear the pipers. One hundred million angels singing, multitudes are marching to the big kettledrum, voices calling, voices crying.  Some are born and some are dying.  It's Alpha and Omega's kingdom come. - Ouça as trombetas, ouça as flautas. Cem milhões de anjos cantando, multidões estão marchando para o grande timbale, vozes chamando, vozes chorando. Alguns estão nascendo e outros morrendo. É o reino do Alpha e do Omega que está vindo.

Personal Jesus - Próprio Jesus

Your own, personal, Jesus: someone to hear your prayers, someone to care, feeling unknown.  And you're all alone, flesh and bone, by the telephone, lift up the receiver. I'll make you a believer, I will deliver. You know I'm a forgiver. Reach out and touch faith. - Seu, próprio, Jesus: Alguém para ouvir suas preces, alguém para cuidar, sentimento desconhecido. E você está completamente sozinho, carne e osso, no telefone, levante o aparelho, eu lhe tornarei um crente, eu libertarei. Você sabe, eu sou o Salvador. Procure a alcance a fé.

E não podia faltar É CLARO Johnny Cash e U2 ♥
Oh, yeah! No ano em que eu nasci, 1993, Bono compôs uma música que o U2 e  o Jhonny Cash gravaram juntos chamada The Wanderer (O Vadio), que só podia ter um cunho mais espiritual também. Segundo o blog U2://Sombras e Árvores Altas (minha biblioteca virtual do U2), essa amizade, esse relacionamento permitiu um renascimento de Johnny Cash, que antes estava meio esquecido. A música é muito bonita e emocionante. Apesar de amar o U2, eu prefiro ouvir o Johnny cantando. A voz grossa um pouco rouca se encaixou melhor, mas os falsetes do The Edge e aquela vozinha do Bono no final, são perfeitas.

The Wanderer - O vadio

I went out riding down that old eight-lane, I passed a thousand signs looking  or my own name. I went with nothing but the thought you'd be there too, Looking for you. I went out there in search of experience to taste and to touch and to feel as much as a man can before he repents. I went out searching, looking for one good man a spirit who would not bend or break who would sit at his father's right hand. I went out walking with a bible and a gun. The word of God lay heavy on my heart. I was sure I was the one. Now Jesus, don't you wait up, Jesus I'll be home soon. Yeah, I went out for the papers, told her I'd be back by noon. Yeah, I left with nothing but the thought you'd be there too. Looking for you. -  Eu saí dirigindo por aquela velha rodovia. Eu passei por mil sinais procurando pelo meu próprio nome. Eu procurei com nada além do pensamento que você estaria lá também, procurando por você. Eu saí na procura por experiência, para experimentar e tocar e sentir tanto quanto um homem pode antes que ele se arrependa. Eu saí em busca, procurando pelo bom homem, um espírito que não se entortaria nem quebraria, que sentaria ao lado direito de seu pai. Eu saí caminhando com uma bíblia e uma arma. A palavra de Deus pesando em meu coração. Eu tinha certeza que eu era o único. Agora Jesus, não espere, Jesus eu estarei em casa logo. Sim, procurei pelos papéis, disse a ela que voltaria ao meio-dia. Sim, saí sem nada além da ideia de que você estaria lá também. Procurando por você.

U2 e Johnny Cash

Quem já assistiu motoqueiro fantasma deve lembrar daquela musicasinha (Ghost Riders In The Sky - a do vídeo abaixo) que toca quando o cavaleiro e o motoqueiro se encontram. Não me recordo se é a voz do Johnny no filme, mas sei que ele já gravou esta música!

7 comentários:

Carol hunka disse...

Seeempre achei que o nome em português tipo, detonou com o filme sabe. Lembro que a primeira vez que assisti eu vibreeeeeei! Amo o cash!

Marília disse...

Muito bom rsrs, as pessoas em geral não tem consciência do quanto Johnny Cash foi e é: Uma lenda. O título dá impressão de uma comédia romântica boba e não dá destaque para o que o filme realmente representa. Tenho visto bastante coisas relacionadas ao Cash, inclusive tem um filme se não me engano o do Abraham Lincoln- O Caçador de Vampiros, começa com a voz do Johnny falando alguma coisa, vi na novela da seis também, a música Solitary Man, e etc...
Muitos artistas começaram cantando música Gospel e por causa do mercado enveredaram para outros estilos, acho que qualquer coisa que Cash cantava era lindo. As versões que ele fez de One de U2 e de Personal Jesus por exemplo, é lindo demais né.
Falando em música gospel tem uma cantora não sei se vc conhece mas é excelente e recomendo, Lizz Wright, a minha música preferida dela se chama Fellowship.

Não é todo mundo que conhece o Johnny Cash, fico feliz em encontrar pessoas que gostem dele.
Té mais Teffi, bjocas.

Jessica Souza disse...

A-D-O-R-E-I!
Assisti o fime e ele é super legal! Não tinha idéia desse lado cristão dele. E pra ser sincera concordo com seu ponto de vista. No mundo de hoje qualquer um se diz cristão, mas nem todos realmente são. E é isso que embeleza a história dele né!
Post incrível. Parábens!
Beijão
Jeh
www.starbucksandbooks.org

Marco Antonio SIlva disse...

Adoro esse filme!!
Ele mostra o homem por detras do mito que é J. Cash: Problemas familiares, casamento tubulento, uso abusivo de substanias variadas, ao mesmo tempo que retrata a trajetoria desse grande artista.Conheci Johnny Cash atraves de um album da banda carioca Matanza, chamado "To Hell With Johnny Cash" em que fazem versões de classicos como Wide Open Rode, I Got Stripes e San Quentin.
Uma coisa que acho curiosa na vida artistica de Cash é que ele possuia muita popularidade entre os presidiarios, fato este retratado no filme. Acho muito foda a cena que retrata ele no lendário "Johnny Cash at Folsom Prisom".
Enfim, grande filme e belo artigo.

@OfficiSw disse...

Oiii, adorei seu blog, parabéns!
Já estou te seguindo ^^
Vou dar uma passada aqui sempre que puder :)

Guilherme Kunz disse...

Nossa esse nome traduzido mata hein. Adorei o blog, seguindo.... beijos

Guilherme Kunz
http://tematoa.blogspot.com.br/

Rodrigo C. Borges disse...

Já me recomendaram esse filme mas eu ainda não vi, os nomes que os tradutores colocam nos filmes as vezes são de matar hein, não só os filmes mas eu conheço tantos livros com péssimas traduções. Eu já sabia que o filme era um drama e não uma comédia romântica, eu sempre procuro saber sobre um filme antes de assisti-lo.
Abraços.

http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/