"Eu te busco de todo o coração; não permitas que eu me desvie dos teus mandamentos." (Salmo 119:10)

domingo, 30 de janeiro de 2011

F e l i z


Felicidade talvez não seja nada mais além de ser algo parecido com realização : )


terça-feira, 18 de janeiro de 2011

E eu aqui, sem fazer nada.

O título desta postagem resume minha indignação comigo mesma. Sei que a vida de ninguém é fácil, nem mesmo a minha, porque tenho problemas que já suporto com muita dificuldade, mas quando me deparo com certas situações penso mais e melhor sobre minhas atitudes e minhas dramaticidades.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Ora. Dor! a....


Sabe do que sinto saudade?
Sinto saudade de sentar na frente do computador e ter inspiração pra qualquer que seja o assunto.
Sentar e escrever um texto que faça alguém chorar, que faça alguém sorrir. Que seja inesquecível!
Se não estou conseguindo por livre e espontânea vontade, imagine na pressão...






sábado, 15 de janeiro de 2011

Raw!!!!

Sabe que tipo de pessoa eu sou? O tipo de pessoa que acha que as outras pessoas dependem de mim pra ser feliz. Logo, o tipo que não sabe dizer "não". Que não sabe dizer que tem um compromisso, ou que simplesmente não quer!

Sad


Existem algumas pessoas que gostam, que querem, que sabem fazer você se sentir menosprezada. E são pessoas que às vezes são tão queridas e aos poucos fazem com que você queira se afastar e destruir os laços que aparentemente são inabaláveis e indestrutíveis.
Eu não quero que paguem minhas contas, que me achem coitadinha, que façam as coisas por pena. Quero muito menos que me achem a ovelha negra!

Triste...

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Lotação


Quem dera eu ter esse dom de verdade.
Escrever é uma alegria dentro de mim. Na verdade, é mais tristeza do que alegria, porque a tristeza me rende textos bons, medíocres para ser sincera. Eu e meus textos nos mantemos na média. Não somos fabulosos, nem fantásticos, nem inigualáveis. Quem dera eu ter essa facilidade de pegar uma caneta ou olhar pro monitor e ter milhares de ideias!

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

- Efetivamente triste



Eu sei que esta minha insegurança só me mata e atrapalha o momento.
O lance é que é ela que muitas vezes me mostra algo que está errado, não nas outras pessoas, em mim mesma. Se estou insegura porque temo que alguém acabe ocupando um lugar que é meu, mesmo sabendo que eu não estou efetiva nele não por não querer, mas por não poder, é porque sei que faço falta em muitos momentos e preciso ser mais presente.

Mas tudo isso não se equipara a nada do que eu sinto. Nada. Minha ausência ou presença não dizem o que meu coração não pode escrever, ou falar. ♥