"Eu te busco de todo o coração; não permitas que eu me desvie dos teus mandamentos." (Salmo 119:10)

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Lotação


Quem dera eu ter esse dom de verdade.
Escrever é uma alegria dentro de mim. Na verdade, é mais tristeza do que alegria, porque a tristeza me rende textos bons, medíocres para ser sincera. Eu e meus textos nos mantemos na média. Não somos fabulosos, nem fantásticos, nem inigualáveis. Quem dera eu ter essa facilidade de pegar uma caneta ou olhar pro monitor e ter milhares de ideias!

Lutei muito para superar minhas angústias e minha insegurança, mesmo tendo alguns resquícios desta momentaneamente. Lutei pra não me sentir sozinha, pra aprender que o que se passa na cabeça do outro é algo só dele, e isso não significa que não sou querida ou que não me querem por perto. Talvez não me entendam mesmo, mas isso não é um problema. Não posso culpar ninguém por isso.

Lutei pra sorrir e viver. Lutei pra poder olhar pra trás e ver que eu fiz alguma coisa boa, que eu tive bons momentos, boas piadas, boas risadas, boas fotos. Boas lembranças. No final, tudo é só uma lembrança mesmo. Como a minha tristeza por exemplo, a mesma que rendia textos bonitinhos. É só uma lembrança.

É só uma coisinha que me cutuca de vez em quando e eu digo: "Tá bom, entra." Deixo entrar porque não tem como escapar, mas só deixo mesmo porque eu sei que ela já não gosta tanto do meu espaço. Eu tô lotada. E Tristeza não gosta de ficar o caminho inteiro em pé. Ela quer sentar, descansar, tirar um cochilo e chegar no ponto final sem ser incomodada. Mas em mim não dá mais. E mesmo que ela faça parada de vez em quando, e daí? Ela entra, mas desce logo.

Lutei por isso. Lutei contra mim mesma. Por mim mesma. Porque não aguentava mais sentir-me só rodeada de gente! Chorar horrores com tanta gente boa ao meu lado.
Hoje, eu entendo perfeitamente quando alguém não encontra "aquilo"... "Aquilo" que tem tantos nomes. Mas é tão difícil de explicar. Eu entendo.
E não posso mentir: sinto até falta de estar assim, de ser assim. Mas estou bem melhor. Bem melhor agora.

O Busão tá lotado. Eu tô cheia de planos, sonhos e amor pra dar. E mesmo que eu não faça mais tantos textos, não vou dar espaço pra ela.




foto: www.circulandoporcuritiba.blogspot.com

2 comentários:

Lucas disse...

Escrever é uma arte!
Também amo escrever menina...
Seu blog é ótimo!
E que vc não perca a vontade de exercer essa arte :)
Por: http://quaddronegro.blogspot.com/

In Barlow disse...

belo texto!
escreve de um jeito que leva a curiosidade de saber o final.
parabéns.

http://www.inbarlow.blogspot.com/