"Eu te busco de todo o coração; não permitas que eu me desvie dos teus mandamentos." (Salmo 119:10)

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Apatia, empatia e antipatia

É incrível como somos acomodados. Eu me pergunto que fatores tantos foram esses e como eles tiveram tanta força, foram tão eficientes em nos deixar assim, caladinhos... Ninguém é obrigado a sair de seu conforto, ninguém pode julgar o outro porque este não se sente atingido, ninguém pode ficar zangado porque o outro está bem! Não tem problema em cada um querer seguir sua vida, viver sem preocupação, viver, só viver... Eu também tenho vontade de acordar um dia e ver as coisas acontecendo, gente matando, gente morrendo, político roubando, ladrão ainda no seu "ofício", delegado tranquilo, algumas coisas na mídia, e outra não, preocupações fúteis, poupança não poupando mais, menina engravidando cedo, universidades em greves, rodoviários em greve, criança doente.... Ai, quem me dera acordar, assistir tudo e... É. E isso mesmo: nada. Por que alguma coisa ainda tem jeito? Sinceramente, você acredita mesmo que alguém tá nessa bonzinho? Você acredita mesmo que ninguém vai levantar uma bandeirola? Você acredita mesmo que vai ajudar?


Eu queria muito que nada disso me abalasse, que eu continuasse focada só em mim mesma e no meu bem-estar. Porque quando você s
e preocupa, pode crer: vão perguntar se você quer se candidatar, vão perguntar o que você ganha com isso, vão perguntar o porquê desse discurso todo e desse trabalho todo. Se você quer saber das coisas vão pensar: pra quem ela vai dizer isso? E o pior, vão surgir pessoas que duvidem de ti o tempo todo, que acham que por tudo tu vai querer arranjar uma briga, que por qualquer "besteirinha" tu argumenta. Tu vai ficar extremamente chata e extremamente amarga, além de ficar extremamente triste. Tu vai estragar com a festinha de todo mundo, não, melhor dizendo, tu vai reclamar por nada, porque ninguém vai ter sua festinha estragada só porque tu reclamou, me poupe né? Pois é, não vão entender que tu reclamou não porque queria que a festa acabasse, mas porque não é o certo, simplesmente. De que adianta eu reclamar? Só vou reclamar e pronto? Acabou? Apatia total! Tem coisas que me deixam incrivelmente triste, decepcionada e às vezes até desmotivada pra fazer qualquer coisa. Tem gente que se incomoda porque tu fala, porque tu reclama, mas reclama também e na hora nem comparece em lugar nenhum, e pior, como não vai muito com a tua cara, faz questão de apoiar e fortalecer qualquer coisa que foi escrita ou falada só pra te contrariar. Além de ficar disseminando esse espírito acomodado, feliz de quem está só no seu canto. Não fala nada, mas também não ajuda. Antipáticos! Eu ainda quero fazer alguma coisa, eu não quero ser só mais uma aqui, com cara de taxo, aceitando tudo.

Acho que esquecem que também vão usufruir dos benefícios pelos quais poucos estão lutando.

2 comentários:

Ruan Marcus disse...

Gostei Steffi! Somos apáticos mesmo... Nossa cultura (somos construídos por ela e NÓS a construimos e mantemos) é assim mesmo, sempre queremos dar o tal do jeitinho brasileiro e deixamos algumas coisas para lá... Gostaria que isso mudasse!

Luis Gustavo Sodre disse...

é sempre a lei do menor esforço, fazer o minimo apenas para sobreviver. E qndo alguem tenta algo mais o outro se incomoda com tanta movimentação, isso pq dentro dele a confotmação jah foi estabelecida. e se por acaso se movem é apenas pra parar a movimentação, pra q sua calmaria volte, e sua opinião seja compartilhada e seja indiscutivel... Antipáticos!
mais um texto ótimo Teffi! ^^ se movimentar em meio a tantas coisas ao nosso redor, se surpreender com as atrocidades q se tornaram rotina na maioria das pessoas, ainda existem alguns, mas vão morrendo com tanto movimento antipático...