"Eu te busco de todo o coração; não permitas que eu me desvie dos teus mandamentos." (Salmo 119:10)

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Momento birra.

Eu tenho uma necessidade extrema de atenção. Na verdade, eu procuro obter atenção através dos meus bons atos, o que muitas vezes significa dizer que a atenção que quero pode se resumir a um leve reconhecimento do que faço, principalmente de bom.

Mas também necessito de uma atenção mais espiritual, mais emocional, melhor dizendo.
Carinho, simplesmente isso. O carinho que desejo obter pode ser através de palavras, de gestos, de atitudes, o que me importa realmente é que ele seja demonstrado. Aliás, eu não sou adivinha. E tenho certeza que todo ser humano necessita disso, por mais que alguns dizem que vivem bem sem.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Merecer .

Eu nunca tinha dado a devida atenção a esta palavra:
MERECER.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Rien

Hoje enquanto eu andava eu pensei numa coisa, e enquanto lia os blogs alheios pensei novamente nesta coisa. Decidi escrevê-la. Materializá-la.

Gostar ou não de que gostem de você, querer ou não que isso aconteça, poder ou não escolher, nada disso fica ao nosso alcance. Sobre nada disso temos poder. Verdade universal?
Pra mim não.
Eu amo quando as pessoas gostam de mim, melhor gostando de mim do que me odiando, falo isso e ligo pra isso porque a maior parte das pessoas me odeiam, se não pra sempre por um certo tempo, geralmente quando apenas me vêem. É incrível, não? Não. Não é. Eu facilito muito: não consigo me calar, não consigo ficar sem falar nem sequer por um instante, não é só por isso, aliás, eu não falo besteiras, eu tenho mania de ser "queridinha" e ninguém gosta dos queridinhos, dos nerd's. Se eu estou triste é fácil perceber, eu simplesmente perco a vontade de falar. Pronto. Ponto pra você, altamente observador. Um dia eu decidi que não ia ligar mais pra isso, mas não adiantou muito como vocês podem perceber, porque eu continuo falando/escrevendo sobre isso sem conseguir manter meus lindos e pequenos, muito pequenos, dedos fora do teclado, simplesmente porque não superei isso, não superei isso, não superei isso. NÃO SUPEREI ISSO!

domingo, 3 de janeiro de 2010

Bem-vindo, 2010!


Um novo ano é uma nova oportunidade para abrir os olhos e perceber que há AINDA tempo para viver!

-

Minha virada de ano novo não foi exatamente o que eu queria, mas era o que eu previa. No entanto, apesar de eu não ter me divertido como a maior parte das pessoas, parei pra refletir, pra pensar, pra lembrar, pra esquecer, pra sentar, respirar, agradecer e principalmente rever meus erros.